macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Do fundo de mim



Do fundo de mim
Talvez do coração
Talvez de uma glândula desconhecida
Onde a razão não consegue chegar

Do fundo de mim
Quem sabe por querer demais
Um pedaço de felicidade
Sonho asas de um anjo
Procurando um paraíso

Do fundo de mim
No lugar onde existe
O louvor e a perdição
Ando trôpego e enviesado
Sem ter caminhos

Então
Perdido e achado em seu sorriso
A confusão que existe em mim
Não sabe entender, não sabe
Porque te amo





Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 02/04/2018


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras