macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Canção de Dezembro



Era Dezembro!
Quando o sol levantava para o bom menino
Minha mãe, com as mãos suaves, ia
Regar as plantas, para o canteiro
Não desperdiçar as flores.

Inda em Dezembro,
O jardim tinha que estar sorridente,
O quintal, verde de laranjeiras,
A cidra, transformada em doce
Da figueira, o licor.

Como eram graciosos os dias de Dezembro,
Completos de musica e esperança,
E amanheceres que traziam pássaros cantantes
Para alegrar a nossa varanda.

A felicidade anda depressa na vida dos homens,
E deixa marcas profundas na lembrança!

Irmã, porque a alegria desmancha no ar
E é tão fugaz como bolhas de sabão?


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 27/02/2017


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras