macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Uns olhos de mel



Sabe moço, os olhos dela eram uns olhos de mel.
A mulher apaixonada tem uns olhos de mel.
Seu corpo é leve, fácil de abraçar. Flutua nos seus braços.
Tudo dela te pertence. Quando ela ama, é sua, inteira!

Pensa outras coisas, trabalha, mas a sua maior alegria, é imaginar-se, em amor, nos braços do amado.

Inventa mundos, navega pelo universo!

Sabe moço, já tive uma mulher assim. Voava nos seus braços, para lugares que só o amor nos leva. O lugar onde tudo floresce.
Onde a vida vira fantasia.

O amor liberta o homem, e faz leve a alma da mulher!




Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 25/01/2017


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras