macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Lugar do amor

     Toma as minhas mãos
     Virá um dia feito pra sorrisos
     O dia de se olhar dentro dos olhos
     E ver que os sonhos não são proibidos
     E ter os sonhos todos conduzidos
     Pra nenhum adeus

     Será o dia então da criançada
     A nos jogarem flores das varandas
     E as minhas mãos por entre as suas mãos
     demonstrarão ternuras de irmãos
     Dormindo abraçados num só leito

     Então te conduzir sem ter que afirmar
     Que o amor enfim habita o seu lugar
     Que o amor esta presente em cada olhar
     Olhando a maneira mansa
     Que a gente está usando pra se amar

     Será o dia até dos não eleitos
     O dia feito eleito pro perdão
     E sem haver vencidos
     E sem ter vencedores
     Eternamente vai morar a paz no coração.
Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 12/04/2007


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras