macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Espelho meu

        Espelho
        Espelho meu
        Voce me traduz
        Pra me revelar
        Responde as coisas
        Que eu não consigo
        A ninguem perguntar
        E é teu os segredos
        Que eu não ouso contar

        Ontem
        Deprimida eu chorei
        E me embriaguei
        E em meio à fumaças
        As dores traguei
        Pra afogar a tristeza
        Do amor que eu não dei

        Foi aí
        Que voce me traiu
        E ao trair revelou
        O que eu nunca quiz ver
        A impiedade do tempo
        Que devora os anos
        Corrompe a beleza
        Em cruéis desenganos

        Espelho
        Espelho meu
        Voce me traduz
        Melhor do que eu
        Agora
        Me diz a verdade
        Se existe um sorriso
        Mais triste que o meu .


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 04/04/2007
Alterado em 04/12/2007


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras