macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Despojos
    Ai dor,
    Porque não vais embora me abandonando o peito?
    Leva os sonhos, meus acontecimentos
    Te dou a flor dos anos bem vividos
    Esvazia-me da bem amada!

    Ai, dou-te o que quiseres!
    Os cantos que recebí do vento
    O perfume doce dos cafezais
    As mágoas e os perdões

    E isto não basta?
    Leva a embriaguez dos vinhos
    O colorido festejar das danças
    Meus violinos

    Só quero um fio a mais de mim
    Um cálice de vida generosa
    E um sopro alegre da semeadura
    Para que eu possa germinar de novo!



    
Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 10/03/2007
Alterado em 24/06/2007


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras