macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Aprendendo
Os homens estão nervosos pelo vento sul
E temerosos pela chuva que vem do norte
As moças esperam seus namorados na praia
Como se tudo começasse ali - A vida e a morte
Noites sombrias espreitam lua cheia - Maré alta

O sentimento, senhor do mundo, vibra aqui e acolá
E permanece a terra, e os astros no lugar.
Nada impedirá a dança do universo
Nem que o diamante brote da terra
Que o mistico flutue sobre as águas
Que um corpo procure outro corpo para se acasalar

Eis que, o reino do homem esta começando
Trôpego como a luz de uma estrela distante
E bêbado como um Arlequim entre cristais
Pois que o começo da caminhada é assim
Mais que tudo e mais que nada

A abelha cantante vem me ensinar que a vida
É como um dia de chuva, outro dia de sol.




Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 28/01/2012
Alterado em 09/07/2015


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras