macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Devaneios



Amada minha
Deixa-me te conduzir a um lugar
Onde o trigo e as papoulas
Juntam céus e terra
E dançam embriagados
Um bailado amigo

Onde os cristais e as fadas
Raptam cores do arco íris
E fazem sol e chuva
Casarem as tempestades

Lugar que inventei
Prá delirar contigo
Abrir todas as portas
Para os jardins antigos
Onde borboletas e girassóis
Se abraçam como amigos

Deixa que eu te tome
Lânguida e vaporosa
Com a carícia do licor
E o sabor da rosa

Lá onde o vento ergue as suas trompas
E o capinzal solfeja uma canção de estiva


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 09/01/2011


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras