macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Vida



Vida, eu vou indo
E você, como vai sem mim?
Sem os meus temporais
Sem aquelas migalhas de amor
Que você carregou

Hoje é bom dia
Meus navios com velas içadas estão
Minhas âncoras partidas remendei
Pra poder navegar
Os segredos do mar

Vou por caminhos
Onde nunca anoitece
E se o amor acontece
É bem vindo
Minhas veias latejam felizes
Por um sonho lindo

Vida, vida, vida
A tristeza é o cais
Quando vê que os faróis
Já não querem brilhar .


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 22/10/2010


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras