macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Manhãs


Quero uma manhã de manjeronas
De terra cheirosa, e capim cidreira
Uma manhã assim, amanhecida
Vestida de brincadeira

Disseram que estas manhãs
São feitas de madrepérolas
Enfeitando serafins
Que bordam as aquarelas

Madrinha dos orquidários
De um elfo namorador
De olhares apaixonados
Que sempre mudam de cor

Que venha simplificada
Doce como sinfonia
Solta que nem risada
Do amor semeando alegria

Quero o dia ensaiando os teus passos
Rolinhas dançando valsa nos limoeiros


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 30/11/2009
Alterado em 30/11/2009


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras