macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Nas Tardes do Teu Coração

Ai, pega-me entre os dedos
Vamos correr por estes campos
Mesmo que a noite seja escura
Vamos andar com os pirilampos

Vê que o tempo impiedoso
É presa fácil dos amantes?
E a juventude é como um rio
Buscando mares tão distantes?

Corre depressa porque a vida
É tão fugaz como uma flor
E dura menos que o beijo
Roubado do primeiro amor

Neste momento vou guardar
O teu sorriso em minha mão
Depois brincando ir me esconder
Nas tardes do teu coração .


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 11/10/2009
Alterado em 14/10/2009


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras