macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Recadinho para a prisão de ventre
Um anjinho imaculado
Que está ao meu lado, sempre
Soprou-me uma receitinha
De curar prisão de ventre:

Acordar na manhânzinha
Com um copo de água na mão
Ameixas secas, vistosas
E um sorridente mamão.

Dê preferencia às frutas
Na primeira refeição
Por ser o clima tropical
Deixa alegre o coração.

Pêra, abacate e laranja
Manga, maçã e kiwi
Banana que trás o potássio
E um docinho abacaxi.

Água em abundancia,
Respirar com gratidão
Como a querer atracar
O ar dentro do pulmão.

Uma boa caminhada
Reduz o colesterol.
O organismo dinâmico
Tem as bençãos do urinol.

Arroz, feijão e polenta
A nobreza do macarrão
Que a Itália trouxe ao mundo
Dando vida à refeição.

Alface, bertalha, agrião
Taioba, repolho, salsão
Não se pode esquecer
O tal do mangericão

Verde, vermelho, amarelo
O milagre nascido do chão
O azeite extra virgem
Para a finalização.

Comer com muita alegria
A folhagem abençoada
O grão que é santificado
E a fruta adocicada.

Nas tardes, sempre rezar
Para deus uma oração
Depois a deliciosa
Sopinha do fruta pão.

Carne, uma vez por semana
Yogurte não pode faltar.
Refrigerante, deus me livre
Embutidos, deixe mofar.

Chazinho de camomila
Banchá e "aperta ruão"
O boldo é o melhor amigo
Pra ajudar a digestão.

O homem com ventre entupido
"Anda meio que de lado"
Olha pra moça bonita
Com ôlho de mal olhado

E a mulher de salto alto
Que tem titica escondida
Mesmo com dois celulares
Falta-lhe tudo na vida.

Se a terra gira de lado
Se eu desentupí Antonico
Cocô sendo provocado
O ventre pede o pinico.



                      "Vou te contar um segredo
                       Fica entre eu e voce:
                       Bunda se limpa com "Jato"
                       Assentadinho em bidê"



Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 21/07/2008
Alterado em 14/08/2008


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras