macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Da alegria



A alegria é a herança da terra,
Sempre será ela, a resplandecer o sorriso dos homens.
Os cachos de flores hão de sorrir na criança que passa,
E o trigo florescerá com cânticos e louvores no campo,
Contagiará os pássaros no amanhecer,
E amadurecerá as uvas no esplendor do sol.

A brisa que passa virá como cantiga leve.
O vendaval vai abraçar-se ao nervoso trovão.
A chuva, senhora dos ventos e dos matagais
Virá festejar a irmandade da terra.

Neves desabarão dos montes embranquecidos,
E os ramos vergarão, arrastando para os córregos seus frutos.
Os peixes noivarão, e os ursos farão festas.

Os rios debruçarão suas águas nas cachoeiras,
Para o cantarolar das pedras e dos seixos.
Os pântanos se completarão com a canção dos sapos e das rãs.

Cabelos soltos ao vento, brincarão como notas musicais.













Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 08/11/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras