macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Avenida Coração
    O meu coração é uma avenida
    Que se ilumina pra te ver passar
    Te faz desfilar os sonhos lindos
    Se faz passarela ao seu olhar

    E quando por ela voce passa
    Se transforma em um cenario de ilusão
    Te dou as estrelas que carrego
    Escondidas entre as minhas mãos

    Mas esta avenida que é meu coração
    É o mundo andando em contra mão
    Se estas feliz em outros braços
    Derramando amores pelo chão

    E este coração vai te seguindo
    Cheiro de alegria ou muita solidão
    Ontem encontrei ele sorrindo
    Como alguem que canta uma canção

    Pobre coração tão inseguro
    Que guarda segredos sem te revelar
    Vê passar o tempo e não da conta
    Vê passar a vida e não te amar.-

     ***************


      ÁGUA DE CHEIRO


      Eram parelhas de cavalos brancos
      Eram trigais mais belos que um jardim
      Eram punhados de rosas morenas
      Cravos em cores, mais de um jasmim

      Foi quando a festa começou deveras
      E a noite se fez como uma criança
      Vestiu de noiva todas as estrelas
      E a donzela com a mais bela trança

      Ei, que tempo bom
      Grandes varandas e madrigais
      Cheiro de água de cheiro
      A perseguir os casais

      Quando a tristeza vem roer o peito
      E é chegado a hora de cantar
      Pego a viola e quase sem jeito
      Solto estas mágoas pra poder chorar

       Sinto na vida uma dor secreta
       Não há canção que possa consolar
       Às vezes penso que canto ciranda
       Vou cirandando sem saber cantar

       Se o tempo passa
       Porque não passa, o lembrar
       Cheiro de água de cheiro
       Leva a saudade no ar.-


        ***************


        INESPERADO AMOR


        Ah! este inesperado amor
        Me encontrou desperto
        Coração aberto
        E o peito em flor
        Trouxe alegorias
        Canções, sinfonias
        Me fez cativado e mais cativador

        Ah! que inesperado amor
        Como um passarinho
        Ele fez seu ninho
        E se aninhou
        Fez a primavera
        Rebentar mais forte
        Fez da vida um sonho e me entregou.-


        ***************


         Águas Marinhas


         Águas marinhas
         Da minha lavra
         No sertão de Minas Gerais
         Tem a cor do ceu
         Tem a cor do mar
         Tem a cor do seu olhar

         Quando eu vejo
         Águas marinhas
         Brilhando ao sol
         Entre os meus dedos
         Fazem misterios
         Guardam segredos
         Do seu medo
         De me amar

         Ja fiz promessas
         Fiz oferendas
         Levei as prendas
         Para o altar
         Cobrí seu colo
         De águas marinhas
         Pra voce me namorar.-


         ***************


         CAMINHANTE DO FUTURO


         Vou guardar minhas lembranças
         Pra recordar quando for velho
         E não puder realizar
         O meu sonho presente
         O meu sentimento urgente
         De te encontrar

         Vou seguir por entre os homens
         Perseguir todos sinais
         Consultar todas estrelas
         Construir mil catedrais

         Jejuar pelos desertos
         Carregar todo andor
         Esperando alguma benção
         De curar a minha dor

         Passa o tempo e leva a vida
         O espinho rasga a flor
         Só meu tempo não tem tempo
         De esperar por seu amor

         Caminhante do futuro
         viajante das tormentas
         Vou domar as tempestades
         De emoções tão violentas

         Vou buscar o mundo novo
         Abraçar a imensidão
         Como quem abraça a vida
         Se abraçar seu coração

         Passa o tempo e leva a vida
         O espinho rasga a flor
         Só meu tempo não tem tempo
         De esperar por seu amor.-


         ***************


      
    
Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 25/07/2007
Alterado em 26/07/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras