macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Passos



Beba-me se for capaz
De engolir as minhas vísceras
A hipocondria, os tiroteios
Os enforcamentos que trago
Na alma

E da alma meus remorsos
Meus sonhos coloridos
De rabiscar o mundo
Novo mundo, novo
De verdejantes manhãs

Tenho passos largos
Como a felicidade
Ando depressa na vida
Dos homens

Não me engula
Causo indigestão
Enveneno o sangue
Decepo cabeças
(Os olhos levo comigo)
Para iluminar os dias

E os amigos
Que seguem comigo
Na esperança de abraçar
O sol .



Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 29/03/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras