macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Olhos da noite

Tudo nos foi permitido
Debaixo da lua
No travesseiro dos teus braços
Nos olhos da noite

Na música e no silencio do teu colo
Despertavas margaridas.
As flores, esconderam seus perfumes
Por causa dos teus
Parece que conspiravam
Para o amor

Domingo sempre será feriado
Aproveitemos o tempo
De viver o amor, eu disse
Antes que a taça
Entorne a primavera

Apesar do café
Dos bolinhos de chuva
Guardo na boca, indelével
O sabor dos teus beijos .



Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 02/04/2012
Alterado em 10/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras