macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Sono de poeta



Não perturbem as musas
No seu sono predileto
Musas despertas, incomodam
Os que meditam o anoitecer

Pandeiros e Arlequins
Máscaras e violoncelos
Decifrarão a madrugada
E o silencio da mulher

Pois que toda mulher
É feita de silêncios
Silêncios e lágrimas
E um travo de poesia

Já que toda mulher
Precisa de versos
Precisa de noite
Precisa de vento

Cantem, dancem, mas respeitem
Lá em cima, entre papeis rabiscados,
Flores murchas, sonhos desfeitos,
Dorme um poeta


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 24/11/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras