macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Antes do juízo final
Precisamos nos ver calmamente.
Por onde nós andamos e nos perdemos?
A minha retina cansada percebe que o tempo passou
E onde estivemos um sem o outro?

Amanhã novamente é dezembro!
Parece que tenho uma nuvem no olhar
Não sei se ainda há flores na minha janela
Algum buquê que eu possa te dar

Te esperei em setembro
Quando os pássaros são mais cordiais
Quando o pólen, procura outro pólen
Para se completarem

Vejo que tenho uma ruga no rosto,
(Que voce nem reparou)
Tampouco me disse para eu me cuidar
Ah! Que vontade de mostrar o cisco no ôlho
As mãos que enferrujam,
O sinal dos cabelos perdidos
Que vontade de gritar: Estamos envelhecendo!
E eu preciso e voce precisa do frescor
Do orvalho que envolve a manhã!

Precisamos dizer tantas coisas que a vida não ensinou
E coisas que fomos desaprendendo sem saber
Precisamos acertar nossas flexas no coração
Antes que chegue o juízo final.


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 30/07/2011
Alterado em 18/08/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras