macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Noites sem ti



Noites que nunca anoitecem
São as noites sem ti
Sem estrelas, sem ninho
São as noites sem ti

Parecem sinos de bronze
Sonhos que adormeci
Mãos que perderam afagos
São minhas noites sem ti

Olhos que nunca se fecham
Beijos que ja esqueci
Como planicie desnuda
São minhas noites sem ti

Noites que a noite acoberta
Amor que envelheci
Noites não acontecidas
São minhas noites sem ti


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 30/01/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras