macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Saudade


A saudade é uma porção de vida
Que se escondeu nos buracos da alma!
É ela que vem nos avivar quando a realidade vacila
Nos limites da alegria ou nas indelicadezas da dor.
Desperta com os pingos da chuva, ou a ingenuidade da flor;
De um perfume assoprado do corpo de alguem,
Que chega em paz, no vento da memória.

Saudade é lua cheia em noites de abraços
É uma canção que nos vem arrebatar
É roupa nova em pele macia
É o cabelo esvoaçante e brincalhão
Festejando um olhar de quinze anos.

Saudade é sentir as mãos trêmulas do primeiro encontro,
As pernas bambas - a vontade de sair correndo.
É procurar o gosto do primeiro beijo.

Saudade é embargar o peito
Estrangular a garganta
Não controlar a lágrima
Por alguem que ainda está aqui.

Saudade é bandinha no coreto
Busca-pé e quentão
Leilão de broa de milho
Em noite de São João.

Saudade é um abraço de mãe
Um sorriso de pai
Nos olhos da lamparina.

Saudade é uma imensidão de passado
Que insiste em não ir embora!




Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 26/12/2008
Alterado em 28/12/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras